Japão: Falta de guichês para suprir demanda de consultas dos trabalhadores estrangeiros

trabalhador_estrangeiroO Ministério da Saúde, Trabalho e Bem Estar divulgou na segunda-feira (20/jun) uma constatação em relação aos guichês para atendimento de consultas aos trabalhadores estrangeiros. Apesar de saber que existem problemas como não pagamento de salário, excesso de carga horário de trabalho ou assédio do poder, em relação aos trabalhadores estrangeiros, constatou que em 20 províncias (há 47 no total), não há guichês que possam oferecer atendimento às consultas em outros idiomas, incluindo o inglês.

Tendo como pano de fundo a escassez de trabalhadores, há aumento de estagiários técnicos e pessoas que trabalham enquanto estudam no país, em especial nas cidades do interior.

Segundo informações desse ministério, no final do mês de outubro do ano passado, foram contabilizados 910 mil trabalhadores estrangeiros no Japão, com esperança de chegar a 1 milhão até o final deste ano.

Assim, já é sabido que haverá também aumento de trabalhadores estrangeiros carregando problemas de ordem trabalhista. Por isso, o ministério vê urgência no reforço de guichês com atendimento em outros idiomas. Esses guichês deverão ser providenciados nas sedes locais do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem Estar, bem como nas Inspetorias de Normas Trabalhistas.
Fonte: IPC Digital com Tokyo Shimbun

Anúncios

Sobre Emprego no Japão

Disponibilizamos vagas de emprego no Japão.
Esse post foi publicado em Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-estar Social, trabalhadores estrangeiros no Japão, trabalhadores no Japão, trabalhar no Japão e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s