Brasil quer acabar com empreteiras que recrutam trabalhadores com falsas promessas

Apoio ao trabalhador brasileiro no JapãoApoio ao trabalhador brasileiro no JapãoApoio ao trabalhador brasileiro no Japão

Seminário Trabalhista em Hamamatsu discute o emprego para dekasseguis com presença do Ministerio de Trabalho brasileiro.

O Brasil quer regularmentar a saída de trabalhadores para os países estrangeiros para acabar com as falsas promessas de trabalho feita pelas empreiteiras inescrupulosas, afirmou Paulo Sérgio de Almeida, presidente do Conselho Nacional da Imigração e representante do Ministério do Trabalho do Brasil, no primeiro Seminário Trabalhista em Hamamatsu, que abordou temas como trabalho e emprego para brasileiros no Japão.

Diante Seiji Moriyama, o vice governador de Shizuoka, Almeida, falou sobre a preocupação do governobrasileiro com as falsas promessas de emprego no Japão, que são feitas por intermediadores de mão de obra.

“Nossa proposta é criar uma regulamentação pra isso lá, ou seja, o Brasil não tem uma regulamentação sobre esse processo de recrutamento e envio de brasileiros para trabalho no exterior, uma situação sem nenhum tipo de controle, que haja compromisso com respeito ao cumprimento de questões fundamentais e decidir se quer mesmo sair ou não”, afirmou.

Almeida disse que a autarquia está empenhada em informar os brasileiros que vivem no exterior sobre todos os direitos e deveres que têm. E orienta também os brasileiros que voltam ao Brasil e que procuram informações sobre o mercado de trabalho local.

Retorno de ex-dekasseguis
Outro ponto discutido no seminário foi o perfil dos brasileiros que retornaram ao Brasil e dos que fazem agora o caminho de volta. O advogado Masato Ninomiya, presidente do Ciate, Centro de Informação ao Trabalhador Estrangeiro em São Paulo, alertou os ex-dekasseguis que pretendem regressar ao Japão.

“A situação no Japão ainda não melhorou totalmente. E outra, o segmento ocupado pelos brasileiros estão sendo reservados para chineses, filipinos e vietnamitas”, disse Ninomiya.

Dúvidas dos participantes
O seminário teve cerca de 150 participantes na platéia, mas poucos eram trabalhadores do setor industrial. Muitos não tiveram tempo de resolver suas dúvidas. Uma das questões abordadas foi sobre os brasileiiros que três anos atrás tiveram ajuda do governo para regressar ao Brasil e que agora enfrentam problemas para obter o visto de retorno ao Japão.

A participante do seminário, Marilucia Toyoshima, disse que “poderia ser discutido outro tipo de assunto também, que é a volta dos ajudados. Meu filho e vários amigos que foram embora agora não conseguem retornar para cá”.

Já Valquiria Pereira da Silva se preocupa com a educação do seu filho, em entrevista para o JPTV afirmou: “Eu gostaria de saber se meu filho morando aqui no japão teria condição de fazer uma faculdade Ciência sem Fronteira, morando no Japão, que é o governo brasileiro que permite essa faculdade”.

Apoio ao trabalhador brasileiro no Japão
O centro internacional de Hamamatsu, Hice, o Espaço do Trabalhador e Consulado Geral do Brasil na região, foram os responsáveis pela organização e prometeram responder todas as dúvidas por email. O cônsul do Brasil em Hamamatsu, José Antonio Gomes Piras, disse que foi positivo o resultado do evento e quer uma maior presença de operários entre os participantes no próximo seminário.

“O interesse existe. Na verdade a gente sabe que domingo todos tendem a ficar em casa, queria parabenizar a todos, e também nos penitenciar, porque precisamos divulgar melhor porque eles fatalmente se interessariam”, afirmou.

As informações trabalhistas prestadas pelo ETB ( Espaço do Trabalhador Brasileiro ) no Japão podem ser requisitadas pessoalmente no Consulado do Brasil de Hamamatsu.
Brasileiros que moram em qualquer região do Japão podem fazer contato através do email: etb@consbrahamamatsu.jp ou pelo telefone 053-450-8130, com atendimento de segunda a sexta-feira das 9 da manhã até as 17:30.
Fonte: IPC Digital

Anúncios

Sobre Emprego no Japão

Disponibilizamos vagas de emprego no Japão.
Esse post foi publicado em Consulado de Hamamatsu, Espaço do Trabalhador Brasileiro, Seminário Trabalhista de Hamamatsu e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s